sábado , 18 de novembro de 2017
Início / Matérias / RESUMO: Tudo o que você precisa saber sobre a noite mais sangrenta de Araioses

RESUMO: Tudo o que você precisa saber sobre a noite mais sangrenta de Araioses

No último domingo (23), Araioses entrou em estado de choque. Dois crimes, sem ligação entre si, nos surpreenderam e deixaram o povo de luto.

O primeiro ocorreu por volta das 17:20 daquele dia. No povoado Curva Grande, divisa entre Araioses e Água Doce do Maranhão.

Segundo informações da Polícia Militar de Araioses, José Ribamar Costa Silva de 50 anos, residente naquele povoado, foi brutalmente esfaqueado e em consequência disso, acabou falecendo. O principal suspeito da autoria do crime é Cesarino da Conceição Silva, 68 anos, também morador do mesmo povoado.

whatsapp-image-2016-10-24-at-00-41-21
José Ribamar Costa Silva (vítima) – Imagem: WhatsApp/ Vinícius Souza

Os  populares presentes no local informaram o paradeiro do suspeito e logo a ágil equipe policial de Araioses se deslocou até o local, na casa do acusado, que não resistiu à prisão e, inclusive, assumiu a autoria do crime.

Cesarino, o acusado, também sofreu algumas escoriações e foi levado ao hospital e, posteriormente, entregue à Delegacia de Polícia Civil de Araioses.

Já o corpo da vítima, foi recolhido ao hospital para que pudesse ser feito o exame cadavérico e, em seguida, liberado para que a família pudesse fazer o ritual de enterramento do corpo.

Já o segundo crime, foi o que mais chocou a população e também o que teve mais repercussão dentro e fora da cidade. Vamos entender o que aconteceu, detalhadamente:

No mesmo domingo do crime anterior, portanto, 23 de outubro, por volta das 21:00, mais um crime bárbaro aconteceu em Araioses: um homem, identificado como James da Silva, de 28 anos, esfaqueou três filhos. Um deles, Raul Heverthon, de 2 anos e meio, a vítima fatal, era biológico.

Paulo James (Suspeito) - Imagem: WhatsApp/ Vinícius Souza
Paulo James (Suspeito) – Imagem: WhatsApp/ Vinícius Souza

Tudo começou quando Francisca Maria Silva Cruz, esposa do acusado, estava em uma festa no bairro Barreiras, em Araioses. Segundo ela, o esposo já sabia de sua presença no evento.

Ainda segundo relatos de Francisca, o seu esposo não gostava do fato de ela fumar e isso foi o estopim para que fosse iniciada uma discussão, seguida de agressões de ambas as partes.

Após discutirem muito, o marido saiu furioso do local e já havia deixado claro que iria matar os filhos, mas Francisca não acreditou que ele seria capaz de cometer tal atrocidade.

Então, James se dirigiu à casa do casal e tentou matar os três filhos.

Lázaro, de 9 anos, filho adotivo de James, também foi esfaqueado, mas felizmente, resistiu aos ferimentos. Relatos de populares afirmam que Lázaro fugiu para a casa de familiares que moram próximos à cena do crime, ainda com uma faca cravada em suas costas. A criança já recebeu alta e está fora de perigo. Ele foi submetido a uma cirurgia em Parnaíba, no HEDA (Hospital Estadual Dirceu Arcoverde).

Luís Diogo, de 5 anos, felizmente conseguiu escapar de seu pai, que estava furioso, se escondendo debaixo de uma cama.

tragedia-araioses6
Local onde James tentou se matar – Imagem: Daby Santos

Depois de cometer os crimes, James se dirigiu à subestação da CEMAR (Companhia Energética do Maranhão), que se localiza há cerca de 1 km do local do crime. Segundo informações de populares, o acusado tentou suicídio, subindo em um dos postes do local. Ele sofreu uma violenta descarga elétrica, que o jogou ao chão, mais especificamente em um buraco, mas ainda não conseguira se matar.

A viatura policial passou pelo local, à procura de James e, ao ouvir alguns gemidos do suspeito, logo perceberam a sua presença e o algemaram.

Diante da grave situação em que Paulo James se encontrava, com a eletrocussão e fraturas nas pernas, a polícia o levou para Parnaíba-PI. Paulo morreu por volta das 03:00 de segunda (24).

Francisca Maria Silva Cruz (Mãe das crianças) - Imagem: WhatsApp
Francisca Maria Silva Cruz (Mãe das crianças) – Imagem: WhatsApp

Paulo James e Francisca Maria eram casados há 04 anos. Francisca era mãe das três crianças, mas somente Heverthon era filho do casal. Os outros são de relacionamentos anteriores da mulher.

De acordo com Francisca, o relacionamento dos dois já estava desgastado e era muito complicado. Segundo ela, James era muito ciumento e nesses quatro anos de casados, já haviam se separado e reconciliado mais de dez vezes. Mas, ao mesmo tempo, os dois eram muito livres dentro do relacionamento, de modo que ambos poderiam sair sozinhos para festas, beber e dançar com outras pessoas, desde que respeitassem um ao outro.

Segundo informações de pessoas que conviviam com Paulo James, ele era trabalhador e bem resolvido. Não era uma pessoa difícil de lidar e, por mais contraditório que pareça ser, ele amava muito o seu filho e fazia de tudo para agradá-lo.

Aglomeração de pessoas na frente da Delegacia de Polícia Civil de Araioses
Aglomeração de pessoas na frente da Delegacia de Polícia Civil de Araioses

Na internet, várias pessoas se indignaram comoveram com o caso. A grande maioria condena James pela ação, embora alguns preguem que não devemos julgá-lo, pois não sabemos o que se passava em sua mente.

A hashtag #AraiosesPedePaz ganhou força nas horas que sucederam o crime. Nós também pedimos paz. Esse, com certeza, é um dia que jamais será esquecido por Araioses.

O que você acha sobre esse caso? Comente rolando essa página para baixo.

whatsapp-image-2016-10-24-at-02-10-09

 

Edição: Panorama Araiosense/ Jonatan Aguiar

Sobre Jonatan Aguiar

Jonatan Aguiar
Nascido em Praia Grande-SP, moro em Araioses desde 2002. Sou repórter e Diretor Geral do Portal Panorama.

Veja também

IFPI Parnaíba abre vagas para contratação de professores

O Campus do IFPI em Parnaíba divulga a homologação das inscrições no processo seletivo para …