quarta-feira , 26 de julho de 2017
Início / Notícias / Araioses / Prefeito de Araioses exonera a própria filha da Secretaria de Assistência Social

Prefeito de Araioses exonera a própria filha da Secretaria de Assistência Social

Marília sendo empossada por Dr. Cristino como secretária – Imagem: Daby Santos

Ao meio-dia de hoje (10/07), o prefeito de Araioses, Dr. Cristino (PSDC), demitiu a própria filha, Marília Gonçalves de Araújo, do cargo de secretária de assistência social do município.

A permanência de Marília no cargo caracterizava nepotismo, mas o motivo da demissão não foi a o dever de seguir as Leis.

Segundo o esposo de Marília, vereador e presidente da Câmara, Elson Nascimento (PSC), o prefeito demitiu a filha, simplesmente para persegui-los. As declarações que o vereador fez no plenário da Câmara contra o prefeito, chamando-o de “boboca” e “palhaço”, contribuíram para tal.

Exoneração de Marília – Imagem: reprodução

Opinião: A base da administração de Araioses é uma família, o que já está errado. O pior, é que essa família está desestruturada. Sendo assim, é impossível que essa mesma família consiga governar a cidade, pois os seus problemas pessoas estão acima das responsabilidades que pautam a administração municipal. A esposa manda no marido e, consequentemente, na cidade; o genro é contra a administração do sogro, que por sua vez, para penalizá-lo, acaba fazendo perseguição contra a própria filha. Nesse “Casos de Família”, quem sai mais prejudicado é o povo araiosense. É aquele trabalhador que acorda cedo para sustentar a sua família e as inúmeras regalias de alguns. Está na hora de mudar essa realidade, agora!

Sobre Jonatan Aguiar

Jonatan Aguiar
Nascido em Praia Grande-SP, moro em Araioses desde 2002. Sou CEO do Portal Panorama. Foco em assuntos como política local, atualidades e reportagens policiais.

Veja também

Flagra: Ambulância de Araioses é vista estacionada ao lado do Parnaíba Shopping

Enquanto pacientes araiosenses chegam ao Hospital e Maternidade Nossa Senhora da Conceição de carroça, um …