segunda-feira , 11 de dezembro de 2017
Início / Notícias / Calamidade pública: a população de Tutóia, está sofrendo com a falta d’ água.

Calamidade pública: a população de Tutóia, está sofrendo com a falta d’ água.



A população de Tutóia sofre com a falta d’ água na cidade.  

(Continua depois do anúncio)

Semana passada , o blog recebeu duas denúncia em relação a falta de água nos Bairros da cidade. um   das reclamações  foi do Bairro Comum, onde a caixa rachou e  o Prefeito diz não ter dinheiro para comprar uma nova . até o momento, o problema não foi resolvido ,complicando assim, a vida da população e que diante de tanto descaso o Prefeito não faz questão de Resolver , deixando o povo “aminguá “. A situação se complicou mais ainda , pois uma das caixa que estava abastecendo  uma parte do povoado  foi desativada por falta de manutenção,   e por risco de cair , foi retirada do local , ocasionando  transtorno as pessoas que pegam água para vender no Centro da Cidade.  

Tutóia , ainda não tem água potável é servida pela venda de água não potável,  onde aminiza o sofrimento das  pessoas que dependem desse tipo venda. Diante disso,  os vendedores  estão revoltados já que vai ter que pegar água no poço da associação tendo assim  que pagar pela retirada,  atrapalhado  seu orçamento de lucro   que já não é tão grande. 


Tutóia passa por um período nunca visto antes desde sua emancipação política em  29/03/1938 .Os fatos ocorridos diariamente e sem solução, assustam  a população que já pensam ir as ruas   manifestar-se  e cobrar, já que suas reclamações não são atendidas pelo prefeito Romildo Damasceno  (PSDB).  O povo está cansando e se sente cada vez mais enganado,  o povo não aguente mais  tanta falta de compromisso dos governantes .

Sobre Leandro Rocha

Leandro Rocha

Veja também

O Movimento ” Tutóia não quer presídio ” vai às ruas contra a instalação da unidade prisional de ressocialização implantado no município de Tutóia MA.

Hoje , 20 de Novembro,  a sociedade civil organizada com o Movimento “Tutóia não quer …