sexta-feira , 28 de julho de 2017
Início / Notícias / Araioses / Reinauguração do Hospital Regional de Araioses é marcada por confusão

Reinauguração do Hospital Regional de Araioses é marcada por confusão

Ontem, 26 de setembro de 2016, houve a reinauguração do Hospital Regional de Araioses, organizada pela ex-prefeita e candidata a reeleição, ‘Luciana Trinta’.

O centro de saúde foi reinaugurado por volta das 17:00, sendo aberto para que a população pudesse ver as instalações do local.
Veja alguns dos equipamentos e móveis do hospital:

Por conta de a Prefeitura de Araioses ter negado a liberação do Alvará de Funcionamento do local, cerca de 200 pessoas se reuniram e, por volta das 17:45, fizeram manifestações na casa da prefeita Valéria Leal, na sede da Prefeitura de Araioses, adentrando ao local e em frente ao Fórum, gritando a todo instante: “Queremos o alvará pro hospital funcionar”.
A manifestação em si, no geral, foi pacífica, porém, algumas pessoas tentaram inviabilizar o trabalho da imprensa, que se fazia presente no local.

Quando o Panorama estava no interior do hospital, para capturar algumas fotos, AUTORIZADO PELA DIREÇÃO do órgão, um senhor que não conseguimos identificar tentou expulsar o nosso repórter do local, dizendo: “Se não deram alvará, também não podem tirar fotos aqui não”, ao mesmo tempo que empurrava o nosso repórter, que se sentiu obrigado a ameaçar chamar a polícia para apaziguar a situação.
O blogueiro Marcio Maranhão, do Blog Marcio Maranhão, foi o mais hostilizado por algumas pessoas, que agrediram o jornalista, xingando e ameaçando. No clímax do momento, algumas pessoas fizeram uma roda em volta do rapaz o ameaçando constantemente.
Quando a situação já estava fora de controle, Marcio foi obrigado a se retirar do local.
Quando o blogueiro saiu, o foco foi transferido novamente para o repórter do Panorama, que foi perguntado por uma mulher se estava do lado de Luciana. Quando o nosso repórter disse que não estava do lado de ninguém e estava apenas fazendo o seu trabalho, logo os populares tentaram retirá-lo do local, porém algumas pessoas o defenderam, dizendo que em nosso site não há tendenciosidade e o conflito foi resolvido.
A terceira falta de respeito com a nossa equipe veio de uma funcionária do hospital que se referiu ao nosso repórter, dizendo: “Esse garoto é do lado de Valéria. Ele não pode estar aqui”, sendo que esse pensamento de apoio a Valéria Leal foi criado apenas na mente fértil da empregada.
O hospital é pago com dinheiro dos cofres estaduais, recebendo contribuições de eleitores de Luciana, de Valéria e de todos ou outros candidatos, então, o órgão não pode funcionar apenas para quem vota em Luciana.
O Panorama está indignado e repudia o acontecido. A imprensa deve ser livre para mostrar a verdade. Repudiamos quaisquer atos de violência e quaisquer tipos de censura. Os direitos de ir e vir liberdade de expressão devem ser preservados para que a própria população tenha os seus direitos assegurados.
E você, acha que os manifestantes estavam certos? Acha que a imprensa local não pode fazer cobertura de eventos em Araioses? Acha que a população foi injusta? Queremos saber a sua opinião! Comente aí em baixo!

Imagens: Panorama Araiosense/ Jonatan Aguiar
Vídeo: Panorama Araiosense
Edição: Panorama Araiosense/ Jonatan Aguiar

Sobre Jonatan Aguiar

Jonatan Aguiar
Nascido em Praia Grande-SP, moro em Araioses desde 2002. Sou CEO do Portal Panorama. Foco em assuntos como política local, atualidades e reportagens policiais.

Veja também

Prefeito de Araioses exonera a própria filha da Secretaria de Assistência Social

Ao meio-dia de hoje (10/07), o prefeito de Araioses, Dr. Cristino (PSDC), demitiu a própria …