Caso Brizola: principal suspeito pela morte do vigilante é ouvido e liberado; família pede justiça

Suspeito.jpg

Suspeito (foto: reprodução)

Na noite do último domingo (30/06), o vigilante do Mercado Público de Araioses, Ernando Dias, o “Brizola“, foi encontrado morto em seu local de trabalho. As informações preliminares davam conta de que Brizola houvera sido vítima de um infarto, visto que não havia marcas aparentes de luta corporal e que as extremidades de seus dedos estavam roxas, o que é comum em ataques do coração.

Entretanto, nesta terça-feira (02/07), populares prenderam um homem identificado como Antonio de Pádua Costa Silva, o “Pé de Bicho“, e o levaram à Delegacia de Polícia Civil de Araioses, apontando ele como assassino do vigilante. De acordo com a família, “Pé de Bicho” teria confessado o crime.

Como o delegado titular da DPC de Araioses está de folga, o suspeito foi levado a Tutóia-MA para ser ouvido pelo delegado de lá, que está responsável pela Delegacia de Araioses. De acordo com o que um agente da Polícia Civil disse ao Panorama, o depoimento do suspeito foi coletado em uma sala separada e encaminhado à justiça, de modo que não se pode confirmar se Antônio de Pádua confessou ou não o suposto crime oficialmente. Após ser ouvido, o suspeito foi liberado na cidade de Tutóia, porque, de acordo com o art. 306 § 1 do Código de Processo Penal, o prazo de Flagrante, que é 24 horas após o crime, foi esgotado.

Após tomarem conhecimento do que aconteceu em Tutóia, a família da vítima ficou indignada e organizou uma manifestação na Av. Dr. Paulo Ramos, pedindo por justiça. Uma carreata teve início no Mercado Público e seguiu até a Delegacia de Polícia.

Por Jonatan Aguiar/Panorama

Jonatan Aguiar

Jonatan Aguiar

Nascido em Praia Grande-SP, moro em Araioses desde 2002. Sou repórter e Diretor Geral do Portal Panorama.

scroll to top
Open

Portal Panorama