terça-feira , 17 de julho de 2018
Início / Notícias / Araioses / “O Casulo e a Borboleta”: Filme do araiosense Thiago Furtado ganha prêmio nacional

“O Casulo e a Borboleta”: Filme do araiosense Thiago Furtado ganha prêmio nacional

O araiosense Thiago Furtado ganhou o Prêmio Especial Destaque Criativo na Mostra Nacional do Festival Goiamum Audiovisual com o filme “O Casulo e a Borboleta”, que retrata os dramas da jovem transsexual Ana Paula, interpretada por Kaio Rodrigues. O curta-metragem traz como destaque os desafios enfrentados por Ana Paula e sua mãe Lúcia (Edithe Rosa) em uma sociedade dominada pela transfobia.

Thiago, que é oriundo do povoado Tapera, de Araioses, e que hoje vive em Teresina-PI, é formado em Comunicação Social pela Universidade Federal do Piauí. Já na universidade, ele produziu o seu primeiro filme: “O Signo da Solidão”. Seu Trabalho de Conclusão de Curso da UFPI foi o documentário “Ampulheta – Memórias de areia e vento”, de 2016, que também já lhe rendeu prêmios.

(Continua depois do anúncio)

----Fim do anúncio----

Thiago Furtado – Foto: Reprodução/Suyane Mesquita

Quando perguntado pelo site EntreCultura se ele se considera um cineasta, Thiago respondeu: “Sou, no máximo, um realizador audiovisual. E roteirista”. Thiago, Jonathan Dourado, Javé Montuchô, Filipe Silva, Martins Peres e Luma Alves são os integrantes do grupo VDC, responsável pelo curta.

Sinopse:

Após certo tempo longe de casa, a filha de Lúcia (Edithe Rosa) retorna para buscar o restante de seus pertences. Enquanto as duas colocam as roupas em uma mala, mágoas, arrependimentos e dores são escancarados até revelar onde Ana Paula (Kaio Rodrigues) se refugiou para poder sobreviver a rejeição e a transfobia.

Confira o trailer do filme:

Com informações de EntreCultura
Edição: Jonatan Aguiar/Panorama

Sobre Jonatan Aguiar

Jonatan Aguiar
Nascido em Praia Grande-SP, moro em Araioses desde 2002. Sou repórter e Diretor Geral do Portal Panorama.

Veja também

CASO “ZAMBETA”: Nota de repúdio

Sobre as fotos do corpo de Wallison, que circularam nas redes sociais nas quais aparecem os funcionários da Funeral PREV fazendo os procedimentos no corpo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open