Atirador de elite mata sequestrador e salva 37 pessoas no sequestro na Ponte Rio-Niterói

foto-do-homem-que-mantem-refens-em-onibus-do-rio-de-janeiro-1566298215601_v2_900x506.jpg

O sequestro de um ônibus na manhã desta terça-feira (20), na Ponte Rio-Niterói, terminou com o sequestrador morto e todos os 37 reféns libertados sem ferimentos. A ação, que durou mais de três horas até o seu desfecho, trouxe à memória dos cariocas outro episódio semelhante, mas que terminou de forma trágica: o sequestro do 174.

Há 19 anos, Sandro Barbosa do Nascimento fez 10 reféns em um ônibus que havia acabado de sair da PUC-Rio e estava na Rua Jardim Botânico. Após mais de quatro horas de negociação, com imagens exibidas ao vivo na televisão, um policial do Batalhão de Operações Especiais fez disparos na hora que o sequestrador deixava o ônibus, com uma arma apontada para a cabeça de uma das reféns, Geiza Gonçalves.

Na ação, Geiza foi baleada e morreu. Sandro ainda foi colocado em um carro da polícia, mas chegou morto ao hospital. As investigações mostraram que ele foi asfixiado por PMs.

O sequestrador era um dos sobreviventes da chacina da Candelária, ocorrida em 1993, e teve a sua história contada em dois filmes: o documentário “Ônibus 174”, de José Padilha, e a ficção “Última parada 174”, de Bruno Barreto.

Fonte: G1

Isaac Carvalho

Isaac Carvalho

Natural de Itapecerica da Serra-SP, moro em Araioses-MA desde 2005. Sou redator e Diretor de Marketing e Publicidade do Portal Panorama. Também atuo como Diretor Executivo da Panorama Produções.

scroll to top
Open

Portal Panorama